Tag

setor externo Archives - Análise Macro

Aposta alta com mão vazia: a política econômica brasileira em busca da credibilidade abalada.

By | Resenhas de Conjuntura Econômica

mpm02A segunda edição do Monitor de Política Monetária do GECE traz o título "Aposta alta com mão vazia: a política econômica brasileira em busca da credibilidade abalada". Evidências do insucesso da "Nova Matriz Macroeconômica" são flagrantes em cada uma das seções deste Monitor e têm seu reflexo mais imediato na credibilidade das diversas instituições, como será possível depreender da leitura. É feita uma análise sobre o crescimento econômico em 2013 e as perspectivas para 2014, o mercado de trabalho apertado, os dilemas do crédito, os índices de preços, a trajetória preocupante do setor externo e os desdobramentos do tapering da política monetária norte-americana. Em relação à política monetária brasileira duas seções. Uma breve resenha sobre os ocorridos no período recente. Outra sobre as perspectivas da condução nesse ano. Para terminar, essa edição do Monitor traz três boxes. No primeiro a nossa previsão para o IPCA em 2014. No segundo utilizamos Vetores Auto-Regressivos (VAR) para verificar o impacto de uma variação cambial sobre índices de preços no atacado e no varejo. Por fim, convidamos o economista Rodolfo Nicolay para tecer algumas observações sobre o papel da comunicação do Banco Central na eficiência da política monetária. Para ler o Monitor clique aqui ou na figura ao lado. Boa leitura!

Taxa de câmbio segue valorizada

By | Setor Externo

A notinha abaixo no Valor de ontem:

"O real continua a ser a moeda que mais valorizou entre as 58 maiores economias do mundo no índice cambial do Banco Internacional de Compensações (BIS), banco dos bancos centrais, atualizado esta semana"

Carry Trade é bem simples de explicar: você pega dinheiro emprestado em um país com taxa de juros baixa (Japão, por exemplo) e aplica em um país com taxa de juros alta (Brasil, por exemplo). O resultado? Uma exurrada de dólares entrando no Brasil. Segundo dados do Banco Central a entrada líquida de doláres no país foi de US$ 30,4 bilhões até 0 dia 11 de março. Esse valor já é superior à toda entrada verificada no ano passado.

Se você somar a isso o fato de a Selic continuar a ser aumentada pelo Banco Central e a tendência à manutenção dos juros americanos, a idéia é que a taxa de câmbio seguirá valorizada. A projeção do mercado é que ela fique mesmo abaixo dos 1,70 R$/US$. Bom para importadores e ruim para exportadores. A acompanhar apenas o efeito Japão nessa equação.

Receba diretamente em seu e-mail gratuitamente nossas promoções especiais
e conteúdos exclusivos sobre Análise de Dados!

Assinar Gratuitamente