Foram divulgadas nesses dois últimos dias, as pesquisas de emprego e nível de atividade do IBGE: a PNAD e as Contas Nacionais Trimestrais. Ambas as pesquisas contam com scripts automáticos, disponíveis no Clube do Código, e são destrinchadas em nosso Curso de Análise de Conjuntura usando o R. Os resultados da PNAD, referentes ao trimestre móvel terminado em outubro, revelam um contingente de 12,3 milhões de desempregados para uma população economicamente ativa de 105,2 milhões de pessoas. O que dá uma taxa de desemprego de 11,7%. Já as Contas Nacionais Trimestrais revelaram um crescimento anualizado de 1,4% no terceiro trimestre do ano, refletindo uma estabilidade em relação ao trimestre anterior. Na margem, o PIB cresceu 0,8%, com destaque para a FBCF, que cresceu 6,6% em relação ao trimestre anterior. Ambas as pesquisas podem, por suposto, serem baixadas diretamente do IBGE com o pacote sidraR, de modo que é possível produzir relatórios automáticos, integrando as etapas de coleta, tratamento e apresentação de dados, como é visto em nosso Curso de Análise de Conjuntura usando o R.

A despeito do crescimento da FBCF, a economia brasileira parece ter ficado em compasso de espera ao longo de 2018, seja por conta da greve dos caminhoneiros em maio, seja pela indefinição eleitoral. Com efeito, a ociosidade no mercado de trabalho permanece em níveis elevados, com destaque para a queda de 1,1% no número de empregados com carteira, na comparação interanual. O crescimento verificado, por suposto, deve mesmo ficar bem distante das projeções iniciais. Esperava-se um PIB rodando entre 2,5% e 3%, quando o que devemos ver é uma economia crescendo próxima a 1,5%. Um número tímido dado o contingente alto de desempregados.

Para baixar as apresentações da PNAD e das Contas Nacionais, elaboradas com o R, veja aqui e aqui. Aprenda a fazer análises como essa se matriculando em nosso Curso de Análise de Conjuntura usando o R. Não deixe, também, de conferir nossos demais Cursos Aplicados de R.

Comments