Desinflação da economia brasileira está consolidada

[et_pb_section admin_label="section"][et_pb_row admin_label="row"][et_pb_column type="4_4"][et_pb_text admin_label="Texto" background_layout="light" text_orientation="justified" text_font="Verdana||||" text_font_size="19" use_border_color="off" border_color="#ffffff" border_style="solid"]

O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) fechou dezembro em 0,15%. No acumulado em 12 meses, o índice fechou em 3,75%. Esse valor é 0,3 p.p. menor do que o de novembro e 0,8 p.p. maior do que dezembro do ano passado. A difusão da inflação, índice que mede a quantidade de subitens que teve variação positiva, ficou em 61,1%, ante 56,84% no mesmo mês do ano anterior. A média dos sete núcleos construídos pelo Banco Central, por seu turno, ficou em 0,39%, ante 0,43% em dezembro de 2017. No acumulado em 12 meses, a média saiu de 3,22% para 3% em dezembro de 2018, mostrando que retirando choques e preços com maior variância, o processo inflacionário brasileiro segue em linha com a ainda lenta recuperação da economia - conheça nosso Curso de Análise de Conjuntura usando o R onde ensinamos a coletar e tratar dados reais da economia brasileira!

O gráfico acima ilustra o processo de desinflação da economia brasileira, após o pico de 10,67% em dezembro de 2015. O índice cheio sofreu com o reajuste de preços administrados após as eleições de 2014 - uma recomposição devido ao represamento no período imediatamente anterior - e com o repasse da desvalorização da taxa de câmbio. Tudo isso corroborou para dificultar o processo de desinflação, que só veio a ocorrer com mais ímpeto no segundo semestre de 2016, já com uma nova diretoria à frente do Banco Central e com um choque de oferta positivo no grupo de alimentos. Esses dois movimentos foram fundamentais para "quebrar a espinha dorsal" do processo inflacionário, ao ancorar de volta as expectativas dos agentes.

Para 2019, por suposto, tem ocorrido uma revisão nas expectativas de inflação na margem, o que leva a média das previsões para mais próximo da meta - que agora é de 4,25%. O gráfico abaixo ilustra.

Por hora, entretanto, não se espera maiores sobressaltos na inflação cheia. Isso tem levado alguns economistas e analistas de mercado a precificar uma taxa básica de juros inalterada ao longo de todo o ano, uma senhora boa notícia para a retomada do nível de atividade.

____________________

Conheça nosso Curso de Análise de Conjuntura usando o R e aprenda a coletar e tratar dados reais com o R!

[/et_pb_text][/et_pb_column][/et_pb_row][/et_pb_section]

Compartilhe esse artigo

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email
Print

Comente o que achou desse artigo

Outros artigos relacionados

Como aplicar Balanceamento por Entropia no R?

Nesta postagem, apresentamos uma introdução ao Balanceamento por Entropia, comparando este método com a técnica de pareamento e demonstrando os resultados obtidos com a implementação do código em R.

Análise de Elasticidade Preço com Python

“Se eu aumentar o preço, o que vai acontecer com as vendas?” Uma forma de responder este tipo de pergunta é através de ferramentas analíticas de microeconomia, como a análise de elasticidade. Neste artigo, mostramos um exemplo prático utilizando dados reais com o Python.

Calculando o impulso de crédito no Python

Qual é o papel do crédito no crescimento da economia? Para analisar esta questão, calculamos o indicador de impulso de crédito para a economia brasileira e comparamos com o nível da atividade econômica usando o Python.

como podemos ajudar?

Preencha os seus dados abaixo e fale conosco no WhatsApp

Boletim AM

Preencha o formulário abaixo para receber nossos boletins semanais diretamente em seu e-mail.