Comentário de Conjuntura

Idade mínima para se aposentar vs. expectativa de vida

By 15 de fevereiro de 2019 No Comments

Com a volta da Reforma da Previdência ao centro das atenções, erros comuns também voltam a ser cometidos pelos críticos. Como o objetivo da Análise Macro é prover estudantes, professores e profissionais de mercado das mais diversas áreas com ferramental quantitativo para analisar dados, vamos dar aqui um exemplo envolvendo esse tema tão importante. Definido o conceito de idade mínima para se aposentar, muitos críticos têm citado o conceito de "expectativa de vida ao nascer" para dizer que as pessoas irão "morrer trabalhando". Será isso verdade? - aprenda a lidar com dados reais como esse em nossos Cursos Aplicados de R.

A expectativa de vida ao nascer no Brasil é de 76 anos. O número, entretanto, está contaminado, digamos assim, pela mortalidade infantil e pela violência (lembre-se que mais de 63 mil pessoas morrem no Brasil todo santo ano, uma das taxas mais altas do mundo!). Isso dito, é preciso "corrigir" a expectativa de vida, condicionando a mesma à idade do indivíduo. Esse último conceito dá uma ideia muito mais clara de sobrevida da pessoa que chega à tal idade mínima para se aposentar.

Com base nas tábuas de mortalidade do IBGE, homens que chegam aos 65 anos vivem até os 82 anos, em média. Já as mulheres que chegam aos 62 anos, vivem até os 84 anos, em média. O gráfico abaixo, construído com a ajuda do R, ilustra a expectativa de vida condicionada à idade.

O gráfico é muito claro em ilustrar que à medida que as pessoas envelhecem, sua expectativa de vida tende a aumentar. Um homem com 35 anos, por exemplo, tem uma expectativa de vida de 76 anos, apenas 4 anos a mais do que a expectativa de vida que ele tinha ao nascer. Já um homem com 60 anos, tem uma expectativa de vida de 80 anos, 18 anos a mais do que sua expectativa de vida ao nascer.

Para que o bom debate ocorra sobre um tema dos mais importantes para o nosso país, é imprescindível que as pessoas envolvidas nele saibam tratar corretamente os dados, não é mesmo? 😉

_______________________________________________________________

Conheça nossos Cursos Aplicados de R e aprenda a coletar, tratar, analisar e apresentar dados reais com o R!

Comments

Cadastre-se na newsletter
e receba nossas novidades em primeira mão!