As três grandes desinflações do Plano Real

[et_pb_section admin_label="section"][et_pb_row admin_label="row"][et_pb_column type="4_4"][et_pb_text admin_label="Texto" background_layout="light" text_orientation="justified" text_font="Verdana||||" text_font_size="18" use_border_color="off" border_color="#ffffff" border_style="solid"]

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) terminou 2017 em 2,95%, a segunda menor desde a implantação do Plano Real, em 1994. Ela encerra também um dos três grandes processos de desinflação desde o advento do plano. A primeira ocorreu entre 1994 e 1998, quando a inflação saiu de inacreditáveis 916,46% no acumulado em doze meses até dezembro de 1994 e terminou em dezembro de 1998 em 1,65%. A segunda ocorreu entre 2002 e 2006, quando a inflação saiu de 12,53% para 3,14%. Nesse último, a inflação foi a 10,67% em 2015, retornando a patamares civilizados em dezembro último. O código e o gráfico abaixo ilustram esses três períodos.


library(ggplot2)
library(scales)
library(BETS)
library(TStools)

infanual = BETS.get(13522, from='1994-12-01')

seas = seasplot(infanual, trend=F, outplot = 3)

dezembro = as.numeric(seas$season[,12])

dezembro = dezembro[-length(dezembro)]

time = seq(as.Date('1995-01-01'), as.Date('2017-01-01'), by='1 year')

df1 = data.frame(time=time, dezembro=dezembro)

# Gráfico
ggplot(df1, aes(time, dezembro))+
 annotate("rect", fill = "orange", alpha = 0.2, 
 xmin = as.Date('1994-06-01'), 
 xmax = as.Date('1998-06-01'),
 ymin = -Inf, ymax = Inf)+
 annotate("rect", fill = "red", alpha = 0.2, 
 xmin = as.Date('2001-06-01'), 
 xmax = as.Date('2006-06-01'),
 ymin = -Inf, ymax = Inf)+
 annotate("rect", fill = "blue", alpha = 0.2, 
 xmin = as.Date('2014-06-01'), 
 xmax = as.Date('2017-06-01'),
 ymin = -Inf, ymax = Inf)+
 geom_bar(stat='identity', fill='darkblue', width = 200)+
 geom_text(aes(label=round(dezembro,2)), colour='red', 
 vjust=ifelse(dezembro \>= 0, -0.4, 1),
 size=3)+
 xlab('')+ylab('% a.a.')+
 labs(title='Inflação anual medida pelo IPCA',
 caption='Fonte: analisemacro.com.br com dados do IBGE.')+
 scale_x_date(breaks = date_breaks("1 years"),
 labels = date_format("%Y"))+
 theme(axis.text.x=element_text(angle=45, hjust=1))

Tomare que não precisemos de um quarto grande processo desinflacionário, não é mesmo, leitor? 🙂

[/et_pb_text][et_pb_image admin_label="Imagem" src="https://analisemacro.com.br/wp-content/uploads/2018/01/cursosR.png" show_in_lightbox="off" url="https://analisemacro.com.br/cursos-de-r/" url_new_window="off" use_overlay="off" animation="left" sticky="off" align="center" force_fullwidth="off" always_center_on_mobile="on" use_border_color="off" border_color="#ffffff" border_style="solid"] [/et_pb_image][/et_pb_column][/et_pb_row][/et_pb_section]

Compartilhe esse artigo

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email
Print

Comente o que achou desse artigo

Outros artigos relacionados

Como usar o Google AI Studio e o Gemini?

Na corrida da IA, novas ferramentas e modelos são lançados quase que diariamente. Neste artigo mostramos como o Google tem competido neste mercado através do AI Studio e do Gemini e damos um exemplo de integração em Python.

Analisando a ancoragem das expectativas de inflação no Python

Se expectativas de inflação ancoradas com a meta são importantes para a economia, analisar o grau de ancoragem é imperativo para economistas e analistas de mercado. Neste exercício mostramos uma forma de aplicar esta análise com uma metodologia desenvolvida pelo FMI. Desde a coleta dos dados, passando pelo modelo e pela visualização de dados, mostramos como analisar a política monetária usando o Python.

Como analisar a DRE de empresas de capital aberto usando o Python

Quando analisamos a demonstração de resultados de uma empresa listada na bolsa de valores, frequentemente recorremos a ferramentas convencionais, que embora sejam úteis, muitas vezes carecem de automação. É aqui que entra o Python. Neste post, exploramos o poder do Python para automatizar o processo de coleta, tratamento e análise dos dados da Demonstração do Resultado do Exercício (DRE) da Eletrobras, utilizando dados fornecidos pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

como podemos ajudar?

Preencha os seus dados abaixo e fale conosco no WhatsApp

Boletim AM

Preencha o formulário abaixo para receber nossos boletins semanais diretamente em seu e-mail.