Comentário de Conjuntura

Medindo o "efeito Ilan" na comunicação do Banco Central

By 28 de junho de 2018 No Comments

Essa semana, voltei a pegar no tema da minha dissertação de mestrado: comunicação do Banco Central. A ideia é fazer um exercício para o Clube do Código sobre o assunto. Para isso, atualizei a série de legibilidade das atas do COPOM, por meio do cômputo do índice Flesch-Kincaid. O índice FK é um índice de facilidade de entendimento de um texto medido em anos de estudo formal necessários para compreender o mesmo. Para atualizar a série, utilizei os pacotes pdftoolsreadability. O primeiro transforma as atas do COPOM de pdf para texto e a segundo calcula o índice. O resultado desse processo está exposto no gráfico abaixo.

O gráfico ilustra o comportamento do índice FK aplicado às atas do COPOM desde meados de 2011 até ao último documento, divulgado essa semana. Antes de Ilan, a média de anos de estudo necessários para comprender a ata era de quase 19 anos. Com Ilan no Banco Central, essa média caiu para 16,45. Uma possível explicação para isso é que com Ilan na presidência, o Banco Central adotou o regime de inflation forecast targeting, isto é, passou a guiar suas decisões com base nas projeções e expectativas para a inflação. Nesse regime, a comunicação ganha uma importância muito grande, já que é através dela que o banco consegue gerenciar as expectativas, para utilizar a expressão consagrada por Woodford.

Ao longo das próximas semanas, pretendo publicar alguns exercícios no Clube relacionando essa série com outras variáveis macroeconômicas.

Receba diretamente em seu e-mail gratuitamente nossas promoções especiais
e conteúdos exclusivos sobre Análise de Dados!

Assinar Gratuitamente