Economia InternacionalMacroeconometria

Efeito da Operação Lava Jato sobre a Taxa de Câmbio

By 10 de março de 2015 No Comments

Ao longo das últimas semanas tenho recebido muitas perguntas sobre o comportamento da taxa de câmbio. Não para menos, afinal o câmbio ultrapassou a fronteira de 3 R$/US$ na última semana, algo que os modelos econométricos só alcançavam nos cenários mais pessimistas. Ainda que existam fatores econômicos que fomentem a deterioração das expectativas, fica claro, nesse momento, que a conjuntura política tem contribuído de forma decisiva para o aumento da aversão a risco dos investidores. Para o macroeconomista, desse modo, o problema é imediato: como adicionar esse componente político aos modelos?

Tenho pesquisado e testado algumas alternativas para esse problema. Uma delas é utilizar a base de dados do google trends, sobre determinadas palavras-chave e a quantidade de pesquisas relacionadas às mesmas em relação ao total de pesquisas feitas no Google. Um exemplo é a palavra-chave "operação lava jato", que teve sua menção elevada nos últimos meses.* O gráfico abaixo registra o interesse por essa palavra-chave ao longo das semanas.

lavajato

Podemos, desse modo, pegar um conjunto de palavras-chave e testar em modelo pré-definido para a taxa de câmbio de forma a tentar captar o efeito da instabilidade política que existe hoje no país. Ao fazer isso, por exemplo, para a operação lava jato, observa-se que o efeito da mesma é positiva sobre a taxa de câmbio. Isto é, maiores referências à operação implicam em maior desvalorização do câmbio. Significa dizer que, ao adicionar essa variável, mantendo as trajetórias de todas as demais variáveis do modelo constantes, observa-se uma forte sensibilidade do modelo, como se pode observar no gráfico abaixo.

cambiolavajato

Como exemplo, apenas, no modelo base, sem adição da variável lavajato, o modelo prevê que o câmbio médio em dezembro seja de 3,11 R$/US$. Com a adição dessa variável, o câmbio vai a 3,28 R$/US$, considerando que o tema continue "quente" na imprensa.

Observe, nesse contexto, que a operação lava jato é apenas um dos vários momentos da instabilidade política no país, que conta, por exemplo, com o clima de ruptura entre PMDB e o governo. Desse modo, a aplicação de um conjunto de variáveis que represente esse momento parece ser uma das alternativas para capturar a trajetória da taxa de câmbio nesse momento. O modelo base parece se adequar melhor ao período recente com a adição dessas variáveis.

(*) Corrigido em relação à primeira versão. O índice do google trends não faz referência ao número absoluto de pesquisas de uma determinada palavra-chave, mas sua relação com o total de pesquisas feitas no Google. Maiores informações aqui.  

ps: para maiores informações sobre o modelo base usado no post, bem como a forma como temos construído essas variáveis de instabilidade política, entre em contato. 

Receba diretamente em seu e-mail gratuitamente nossas promoções especiais
e conteúdos exclusivos sobre Análise de Dados!

Assinar Gratuitamente