Inflação

Impacto do reajuste de energia elétrica no IPCA de abril

By 9 de maio de 2014 No Comments

reajusteEssa meus amigos de Minas não vão gostar muito, mas vamos lá. Uma das incertezas para a previsão do IPCA de abril era a amplitude do impacto dos reajustes de energia elétrica aprovados pela ANEEL. A previsão que eu fiz era de variação do índice de 0,78%, com +-0,13 p.p. de incerteza, como pode ser visto no post ai embaixo - e que estava em linha com as demais consultorias. Nesse cálculo estava contabilizado um impacto de 0,08 pontos percentuais vindo dos reajustes de energia elétrica, de acordo com os dias em que foram aprovados. O IPCA de abril foi de 0,67%, com impacto de 0,04 pontos percentuais dos reajustes de energia elétrica. A empresa que mais conseguiu repassar o reajuste foi a Cemig, de Minas Gerais, como pode ser vista nessa tabelinha ai. Ela teve autorização de reajustar as tarifas residenciais em 14,24%, a partir de 08/04. A variação mensal do subitem energia elétrica em Belo Horizonte foi de 12,03%, bem próximo do reajuste concedido. Sabe-se que o repasse para o consumidor desse tipo de aumento é quase sempre integral e o tempo depende apenas da eficiência da empresa em questão. Desse modo, parece que a Cemig fez jus à fama. Na segunda-feira eu publico uma análise mais apurada do índice divulgado hoje.

Receba diretamente em seu e-mail gratuitamente nossas promoções especiais
e conteúdos exclusivos sobre Análise de Dados!

Assinar Gratuitamente