Operações Compromissadas já são mais de 1/5 da Dívida Bruta brasileira

Na seção 09 do nosso Curso de Análise de Conjuntura usando o R, nossos alunos aprendem a lidar com dados fiscais. São esmiuçados os gastos e despesas do governo central, as necessidades de financiamento do setor público consolidado - que inclui estados e municipios -, bem como dados de endividamento público. Nesses últimos, chama atenção o aumento da participação das operações compromissadas do Banco Central no estoque de endividamento do estado brasileiro.

Operações compromissadas são operações de compra (ou venda) de títulos com compromisso de revenda (ou recompra) dos mesmos títulos em uma data futura, anterior ou igual à data de vencimento dos títulos. Em geral, por suposto, são títulos de curtíssimo prazo, usados pelo Banco Central para regular a liquidez do mercado, mantendo assim a taxa básica efetivo de juros próxima à meta definida pelo Comitê de Política Monetária (COPOM).

Para se ter uma ideia do avanço das compromissadas no estoque de endividamento brasileiro, a preços de fevereiro de 2019,  elas eram algo como R$ 152 bilhões em dezembro de 2006, passando para R$ 1,2 trilhão em fevereiro de 2019. Ou, em termos relativos, menos de 1% para mais de 1/5 da Dívida Bruta brasileira.

Em outros termos, o endividamento público brasileiro não só aumentou em nível como o seu serviço - e a sua gestão, diga-se - se deteriorou de forma bastante forte nos últimos anos.

___________________________

Essa e outras análises, você aprende em nosso curso de Análise de Conjuntura usando o R.

Compartilhe esse artigo

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email
Print

Comente o que achou desse artigo

Outros artigos relacionados

FED Speeches: Quantificando a Incerteza da Política Monetária com IA e Python

Os discursos dos membros do FED podem dar indicativos relevantes sobre a condução da política monetária, como a percepção de incerteza na fala e na escolha das palavras. Sendo assim, monitorar e interpretar não é suficiente, é necessário quantificar a incerteza nos discursos. Neste exercício mostramos o caminho para construir um indicador de incerteza da política monetária, usando métodos inovadores de IA com o Python.

Medindo o Hiato do Produto do Brasil usando Python

Uma medida extremamente importante para a avaliação econômica de um país é o Hiato do Produto. Neste post, realizamos uma comparação das diferentes formas de estimação dessa variável não observável utilizando o Python como ferramenta de análise de dados.

Como analisar a contribuição para a Volatilidade de uma carteira de ações usando Python

A contribuição para a volatilidade fornece uma decomposição ponderada da contribuição de cada elemento do portfólio para o desvio padrão de todo o portfólio. Em termos formais, é definida pelo nome de contribuição marginal, que é basicamente a derivada parcial do desvio padrão do portfólio em relação aos pesos dos ativos. A interpretação da fórmula da contribuição marginal, entretanto, não é tão intuitiva, portanto, é necessário obter medidas que possibilitem analisar os componentes. Veremos portanto como calcular os componentes da contribuição e a porcentagem da contribuição. Vamos criar as respectivas medidas usando a linguagem de programação Python.

como podemos ajudar?

Preencha os seus dados abaixo e fale conosco no WhatsApp

Boletim AM

Preencha o formulário abaixo para receber nossos boletins semanais diretamente em seu e-mail.