Retórica e verdades: o caso Delfim Neto.

O Cristiano M. Costa criou em seu blog a categoria "Mantegadas Semanais" para ilustrar os erros de interpretação do nosso atual ministro da fazenda sobre conceitos econômicos. Eu não vou copiar o Cristiano, mas não posso deixar passar em branco a última coluna do Delfim. Eu sei, você pode se perguntar, quem sou eu para mexer com o Delfim, o ex-czar da economia brasileira nos tempos da ditadura, com provavelmente uma legião de fãs espalhada por ai. O problema, leitor, é que o Delfim é um economista do tipo "morde e assopra", sempre foi. E por isso ele permaneceu tanto tempo na ditadura e continua servindo de "consultor" do atual governo. Quer um exemplo?

Em sua última coluna, ele faz um "elogio" ao trabalho dos economistas Mario Mendonça, Adolfo Sachsida e Luis Medrano, para logo em seguida concluir que "É por isso e muito mais que, quando sugere cautela antes de apressar-se a aumentar a taxa de juro real, mas demonstra disposição de fazê-lo se necessário, a autoridade monetária brasileira está mais afinada com o mundo real do que os seus críticos". O problema?

Bom, eu deixo o Adolfo Sachsida responder: "Nosso trabalho sugere que são as expectativas que comandam o processo inflacionário. Logo é importante AUMENTAR a taxa de juros, e reduzir o credito, para combater a inflaçao".

O Delfim, leitor, não deveria ter nenhum respaldo para falar em inflação. Qualquer um que já estudou a História Econômica desse país sabe. Inflação não se controla: se combate. Economistas sérios sabem como fazer isso...

Compartilhe esse artigo

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email
Print

Comente o que achou desse artigo

Outros artigos relacionados

Como aplicar Balanceamento por Entropia no R?

Nesta postagem, apresentamos uma introdução ao Balanceamento por Entropia, comparando este método com a técnica de pareamento e demonstrando os resultados obtidos com a implementação do código em R.

Análise de Elasticidade Preço com Python

“Se eu aumentar o preço, o que vai acontecer com as vendas?” Uma forma de responder este tipo de pergunta é através de ferramentas analíticas de microeconomia, como a análise de elasticidade. Neste artigo, mostramos um exemplo prático utilizando dados reais com o Python.

Calculando o impulso de crédito no Python

Qual é o papel do crédito no crescimento da economia? Para analisar esta questão, calculamos o indicador de impulso de crédito para a economia brasileira e comparamos com o nível da atividade econômica usando o Python.

como podemos ajudar?

Preencha os seus dados abaixo e fale conosco no WhatsApp

Boletim AM

Preencha o formulário abaixo para receber nossos boletins semanais diretamente em seu e-mail.