Palestra na PUC-RS: Como melhorar o ensino de economia no Brasil?

[et_pb_section admin_label="section"][et_pb_row admin_label="row"][et_pb_column type="4_4"][et_pb_text admin_label="Texto" background_layout="light" text_orientation="justified" text_font_size="18" use_border_color="off" border_color="#ffffff" border_style="solid"]

No próximo dia 05/04, às 18h, na PUC-RS, darei palestra sobre como melhorar o ensino de economia no Brasil. O evento faz parte da programação do Fórum da Liberdade desse ano e foi viabilizado pelo Instituto Millenium. A ideia é discorrer sobre por que os economistas brasileiros não conseguem sair do eterno debate entre ortodoxia vs heterodoxia, o que acaba por imperrar tanto a contribuição à ciência, quanto o próprio debate mais amplo sobre os problemas do país. Com base no trabalho aqui na Análise Macro, nas palestras que proferi em diversas universidades pelo projeto "IMIL na Sala de Aula" e na criação de um grupo de estudos sobre conjuntura econômica, minha leitura é que a causa desse problema é a má formação empírica dos profissionais de economia. Nosso ensino, salvo as exceções de praxe, é excessivamente teórico, o que ajuda na reprodução de hipóteses já amplamente rejeitadas pela evidência empírica disponível. Melhorar o ensino de economia, com efeito, passa por inserir um melhor treinamento em ferramentas que possibilitem compreender o que dizem os dados. Para maiores informações sobre a palestra, consulte aqui. Para maiores detalhes sobre as ideias aqui sintetizadas, ler artigo sobre o tema aqui.

_________________________________________________________

(**) Caso queira uma palestra da Análise Macro na sua empresa ou universidade, entre em contato pelo e-mail comercial@analisemacro.com.br. Podemos dar palestras sobre Data Science, Linguagens de Programação, Machine Learning e uso do R na análise da conjuntura econômica e na modelagem e previsão de variáveis econômicas. Nossas palestras são pro-bono, cujo objetivo é divulgar ferramentas de fronteira na análise de dados. A empresa/universidade arca apenas com deslocamento/hospedagem. 

[/et_pb_text][et_pb_image admin_label="Imagem" src="https://analisemacro.com.br/wp-content/uploads/2017/11/cursosaplicados.png" show_in_lightbox="off" url="https://analisemacro.com.br/cursos-de-r/" url_new_window="off" use_overlay="off" animation="off" sticky="off" align="left" force_fullwidth="off" always_center_on_mobile="on" use_border_color="off" border_color="#ffffff" border_style="solid"]

 

[/et_pb_image][/et_pb_column][/et_pb_row][/et_pb_section]

Compartilhe esse artigo

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email
Print

Comente o que achou desse artigo

Outros artigos relacionados

FED Speeches: Quantificando a Incerteza da Política Monetária com IA e Python

Os discursos dos membros do FED podem dar indicativos relevantes sobre a condução da política monetária, como a percepção de incerteza na fala e na escolha das palavras. Sendo assim, monitorar e interpretar não é suficiente, é necessário quantificar a incerteza nos discursos. Neste exercício mostramos o caminho para construir um indicador de incerteza da política monetária, usando métodos inovadores de IA com o Python.

Medindo o Hiato do Produto do Brasil usando Python

Uma medida extremamente importante para a avaliação econômica de um país é o Hiato do Produto. Neste post, realizamos uma comparação das diferentes formas de estimação dessa variável não observável utilizando o Python como ferramenta de análise de dados.

Como analisar a contribuição para a Volatilidade de uma carteira de ações usando Python

A contribuição para a volatilidade fornece uma decomposição ponderada da contribuição de cada elemento do portfólio para o desvio padrão de todo o portfólio. Em termos formais, é definida pelo nome de contribuição marginal, que é basicamente a derivada parcial do desvio padrão do portfólio em relação aos pesos dos ativos. A interpretação da fórmula da contribuição marginal, entretanto, não é tão intuitiva, portanto, é necessário obter medidas que possibilitem analisar os componentes. Veremos portanto como calcular os componentes da contribuição e a porcentagem da contribuição. Vamos criar as respectivas medidas usando a linguagem de programação Python.

como podemos ajudar?

Preencha os seus dados abaixo e fale conosco no WhatsApp

Boletim AM

Preencha o formulário abaixo para receber nossos boletins semanais diretamente em seu e-mail.