Tag

choques de oferta Archives - Análise Macro

Cenário inflacionário segue desafiador

By | Clube AM
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou na manhã de ontem o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), indicador oficial do regime de metas para inflação. A divulgação do IPCA encerra o ciclo mensal de compreensão do processo inflacionário no país por parte do Clube do Código. Com efeito, divulgamos para os membros do Clube a nossa visão sobre o tema no Monitor de Inflação, um dos nossos principais produtos. Abaixo um breve resumo.
[pdf-embedder url="https://analisemacro.com.br/wp-content/uploads/2016/06/monitor052016.pdf"]

No Clube do Código, o membro aprende a produzir o Monitor de Inflação 

O Clube do Código monitora um conjunto de 13 indicadores de inflação, a saber: IGP-M, IGP-DI, IGP-10, IPC-Br, INCC, IPA, IPA-M, IPC-M, INCC-M, IPA-IND, IPA-AGRO, IPCA e IPCA-15. A cada nova atualização de um dos macro indicadores, nós divulgamos relatórios e apresentações para os nossos membros. Com a divulgação do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), nós completamos nossa tabela agregada, que resume as últimas três variações mensais e acumuladas em 12 meses dos índices de inflação monitorados pelo Clube do Código e divulgamos o Monitor de Inflação. Nele, também é feita uma análise desagregada do IPCA, por grupos, subgrupos e categorias.

Tudo isso é organizado em um pdf, que é enviado para os membros do Clube do Código. Eles têm acesso também à Área Restrita, onde podem baixar o código fonte do Monitor de Inflação, estudá-lo e reproduzi-lo. São disponibilizados todos os arquivos para que o membro não tenha dificuldades nesse processo. Além disso, nos planos Premium Consultoria, os membros podem tirar dúvidas com o autor do relatório por skype.

Para receber esse e outros estudos, conheça o Clube do Código.

Visão Geral

O IPCA, divulgado na manhã de hoje, mostrou avanço de 0,78% em maio. No acumulado em 12 meses, o índice fechou em 9,32%. Houve, nessa métrica, um avanço de 0,04 p.p. em relação a abril e de 0,85 p.p. em relação a maio do ano passado. Ademais, a difusão da inflação foi calculada em 63% , ante 66,76% no mês anterior. A tabela 1 traz um resumo do comportamento do índice e dos núcleos de inflação.

IPCA vs. Núcleos de Inflação (%)
Mensal Mai/16 Mensal Mai/15 Anual Mai/16 Anual Mai/15
IPCA 0,78 0,74 9,32 8,47
Médias Aparadas com Suaviz. 0,73 0,75 8,69 7,20
Médias Aparadas sem Suaviz. 0,62 0,62 7,46 6,58
Exclusão Monit. e Adm. 0,50 0,31 7,27 6,52
Exclusão 2 0,98 0,62 8,24 8,41
Dupla Ponderação 0,81 0,66 8,72 7,41

A média da variação mensal dos cinco núcleos de inflação construídos pelo Banco Central teve aumento de 0,13 p.p. na comparação interanual. Em maio de 2015, ela foi de 0,59%, enquanto em 2016 foi de 0,72%. No acumulado em 12 meses, por outro lado, a média saiu de 7,22% para 8,07%, mostrando os desafios por trás do processo de desinflação da economia brasileira.

grafico01

O gráfico acima mostra o comportamento da inflação desde janeiro de 2006, quando a meta passou a ser de 4,5% e o intervalo de tolerância de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. A área hachurada, por seu turno, destaca o arrefecimento da inflação no período recente. O resultado mais elevado obtido em maio, por conta sobretudo de reajustes nas contas de água e esgoto e por pressões no grupo de alimentos e bebidas, interrompe momentaneamente esse comportamento recente.

Cabe, nesse ponto, a ressalva de que a inflação brasileira não apenas tem sido persistente e crescente, como também difundida nos últimos anos. O comportamento do índice de difusão abaixo deixa isso bastante claro. Nesse sentido, ainda que se possa argumentar que a economia brasileira passou por choques de oferta no curto prazo, a análise estendida mostra que a deterioração da inflação remonta a prazos mais longos.

grafico02

Membros do Clube podem continuar lendo o relatório baixando o arquivo [Download não encontrado.].

Vítor Wilher

Vítor Wilher

Bacharel e Mestre em Economia

Vítor Wilher é Bacharel e Mestre em Economia, pela Universidade Federal Fluminense, tendo se especializado na construção de modelos macroeconométricos e análise da conjuntura macroeconômica doméstica e internacional. Sua dissertação de mestrado foi na área de política monetária, titulada "Clareza da Comunicação do Banco Central e Expectativas de Inflação: evidências para o Brasil", defendida perante banca composta pelos professores Gustavo H. B. Franco (PUC-RJ), Gabriel Montes Caldas (UFF), Carlos Enrique Guanziroli (UFF) e Luciano Vereda Oliveira (UFF). É o criador do Blog Análise Macro, um dos melhores e mais ativos blogs econômicos brasileiros, sócio da MacroLab Consultoria, empresa especializada em data analysis, construção de cenários e previsões e fundador do Grupo de Estudos sobre Conjuntura Econômica (GECE-UFF). É também Visiting Professor da Universidade Veiga de Almeida, onde dá aulas nos cursos de MBA da instituição. Leia os posts de Vítor Wilher aquiCaso queira, mande um e-mail para ele: vitorwilher@analisemacro.com.br

Receba diretamente em seu e-mail gratuitamente nossas promoções especiais
e conteúdos exclusivos sobre Análise de Dados!

Assinar Gratuitamente