Cenário inflacionário segue desafiador

[et_pb_section admin_label="section"][et_pb_row admin_label="row"][et_pb_column type="4_4"][et_pb_text admin_label="Texto" background_layout="light" text_orientation="justified" use_border_color="off" border_color="#ffffff" border_style="solid"] O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou na manhã de ontem o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), indicador oficial do regime de metas para inflação. A divulgação do IPCA encerra o ciclo mensal de compreensão do processo inflacionário no país por parte do Clube do Código. Com efeito, divulgamos para os membros do Clube a nossa visão sobre o tema no Monitor de Inflação, um dos nossos principais produtos. Abaixo um breve resumo. [/et_pb_text][/et_pb_column][/et_pb_row][et_pb_row admin_label="Linha" make_fullwidth="on" use_custom_width="off" width_unit="on" use_custom_gutter="off" padding_mobile="off" background_color="#0c71c3" allow_player_pause="off" parallax="off" parallax_method="off" make_equal="off" parallax_1="off" parallax_method_1="off" parallax_2="off" parallax_method_2="off" column_padding_mobile="on"][et_pb_column type="1_3"][et_pb_text admin_label="Texto" background_layout="light" text_orientation="center" use_border_color="off" border_color="#ffffff" border_style="solid"] monitor052016 [/et_pb_text][/et_pb_column][et_pb_column type="2_3"][et_pb_text admin_label="Texto" background_layout="dark" text_orientation="left" use_border_color="off" border_color="#ffffff" border_style="solid"]

No Clube do Código, o membro aprende a produzir o Monitor de Inflação 

O Clube do Código monitora um conjunto de 13 indicadores de inflação, a saber: IGP-M, IGP-DI, IGP-10, IPC-Br, INCC, IPA, IPA-M, IPC-M, INCC-M, IPA-IND, IPA-AGRO, IPCA e IPCA-15. A cada nova atualização de um dos macro indicadores, nós divulgamos relatórios e apresentações para os nossos membros. Com a divulgação do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), nós completamos nossa tabela agregada, que resume as últimas três variações mensais e acumuladas em 12 meses dos índices de inflação monitorados pelo Clube do Código e divulgamos o Monitor de Inflação. Nele, também é feita uma análise desagregada do IPCA, por grupos, subgrupos e categorias.

Tudo isso é organizado em um pdf, que é enviado para os membros do Clube do Código. Eles têm acesso também à Área Restrita, onde podem baixar o código fonte do Monitor de Inflação, estudá-lo e reproduzi-lo. São disponibilizados todos os arquivos para que o membro não tenha dificuldades nesse processo. Além disso, nos planos Premium Consultoria, os membros podem tirar dúvidas com o autor do relatório por skype.

Para receber esse e outros estudos, conheça o Clube do Código.

[/et_pb_text][/et_pb_column][/et_pb_row][et_pb_row admin_label="row"][et_pb_column type="4_4"][et_pb_text admin_label="Texto" background_layout="light" text_orientation="justified" use_border_color="off" border_color="#ffffff" border_style="solid"]

Visão Geral

O IPCA, divulgado na manhã de hoje, mostrou avanço de 0,78% em maio. No acumulado em 12 meses, o índice fechou em 9,32%. Houve, nessa métrica, um avanço de 0,04 p.p. em relação a abril e de 0,85 p.p. em relação a maio do ano passado. Ademais, a difusão da inflação foi calculada em 63% , ante 66,76% no mês anterior. A tabela 1 traz um resumo do comportamento do índice e dos núcleos de inflação.

IPCA vs. Núcleos de Inflação (%)
Mensal Mai/16 Mensal Mai/15 Anual Mai/16 Anual Mai/15
IPCA 0,78 0,74 9,32 8,47
Médias Aparadas com Suaviz. 0,73 0,75 8,69 7,20
Médias Aparadas sem Suaviz. 0,62 0,62 7,46 6,58
Exclusão Monit. e Adm. 0,50 0,31 7,27 6,52
Exclusão 2 0,98 0,62 8,24 8,41
Dupla Ponderação 0,81 0,66 8,72 7,41

A média da variação mensal dos cinco núcleos de inflação construídos pelo Banco Central teve aumento de 0,13 p.p. na comparação interanual. Em maio de 2015, ela foi de 0,59%, enquanto em 2016 foi de 0,72%. No acumulado em 12 meses, por outro lado, a média saiu de 7,22% para 8,07%, mostrando os desafios por trás do processo de desinflação da economia brasileira.

grafico01

O gráfico acima mostra o comportamento da inflação desde janeiro de 2006, quando a meta passou a ser de 4,5% e o intervalo de tolerância de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. A área hachurada, por seu turno, destaca o arrefecimento da inflação no período recente. O resultado mais elevado obtido em maio, por conta sobretudo de reajustes nas contas de água e esgoto e por pressões no grupo de alimentos e bebidas, interrompe momentaneamente esse comportamento recente.

Cabe, nesse ponto, a ressalva de que a inflação brasileira não apenas tem sido persistente e crescente, como também difundida nos últimos anos. O comportamento do índice de difusão abaixo deixa isso bastante claro. Nesse sentido, ainda que se possa argumentar que a economia brasileira passou por choques de oferta no curto prazo, a análise estendida mostra que a deterioração da inflação remonta a prazos mais longos.

grafico02

Membros do Clube podem continuar lendo o relatório baixando o arquivo [download id="10989"].

[/et_pb_text][/et_pb_column][/et_pb_row][/et_pb_section][et_pb_section admin_label="Seção" fullwidth="off" specialty="off" transparent_background="on" background_color="#bf251a" allow_player_pause="off" inner_shadow="off" parallax="off" parallax_method="off" padding_mobile="off" make_fullwidth="off" use_custom_width="off" width_unit="on" make_equal="off" use_custom_gutter="off"][et_pb_row admin_label="Linha" make_fullwidth="off" use_custom_width="off" width_unit="on" use_custom_gutter="off" padding_mobile="off" allow_player_pause="off" parallax="off" parallax_method="off" make_equal="off" parallax_1="off" parallax_method_1="off" column_padding_mobile="on" background_color="#a52910"][et_pb_column type="4_4"][et_pb_team_member admin_label="Pessoa" name="Vítor Wilher " position="Bacharel e Mestre em Economia " image_url="https://analisemacro.com.br/wp-content/uploads/2011/03/vitorwilhergnews.png" animation="left" background_layout="dark" linkedin_url="https://www.linkedin.com/in/v%C3%ADtor-wilher-78164024" use_border_color="off" border_color="#ffffff" border_style="solid" saved_tabs="all" twitter_url="https://twitter.com/vitorwilherbr"] Vítor Wilher é Bacharel e Mestre em Economia, pela Universidade Federal Fluminense, tendo se especializado na construção de modelos macroeconométricos e análise da conjuntura macroeconômica doméstica e internacional. Sua dissertação de mestrado foi na área de política monetária, titulada "Clareza da Comunicação do Banco Central e Expectativas de Inflação: evidências para o Brasil", defendida perante banca composta pelos professores Gustavo H. B. Franco (PUC-RJ), Gabriel Montes Caldas (UFF), Carlos Enrique Guanziroli (UFF) e Luciano Vereda Oliveira (UFF). É o criador do Blog Análise Macro, um dos melhores e mais ativos blogs econômicos brasileiros, sócio da MacroLab Consultoria, empresa especializada em data analysis, construção de cenários e previsões e fundador do Grupo de Estudos sobre Conjuntura Econômica (GECE-UFF). É também Visiting Professor da Universidade Veiga de Almeida, onde dá aulas nos cursos de MBA da instituição. Leia os posts de Vítor Wilher aquiCaso queira, mande um e-mail para ele: vitorwilher@analisemacro.com.br [/et_pb_team_member][/et_pb_column][/et_pb_row][/et_pb_section]

Compartilhe esse artigo

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email
Print

Comente o que achou desse artigo

Outros artigos relacionados

Como usar o Google AI Studio e o Gemini?

Na corrida da IA, novas ferramentas e modelos são lançados quase que diariamente. Neste artigo mostramos como o Google tem competido neste mercado através do AI Studio e do Gemini e damos um exemplo de integração em Python.

Analisando a ancoragem das expectativas de inflação no Python

Se expectativas de inflação ancoradas com a meta são importantes para a economia, analisar o grau de ancoragem é imperativo para economistas e analistas de mercado. Neste exercício mostramos uma forma de aplicar esta análise com uma metodologia desenvolvida pelo FMI. Desde a coleta dos dados, passando pelo modelo e pela visualização de dados, mostramos como analisar a política monetária usando o Python.

Como analisar a DRE de empresas de capital aberto usando o Python

Quando analisamos a demonstração de resultados de uma empresa listada na bolsa de valores, frequentemente recorremos a ferramentas convencionais, que embora sejam úteis, muitas vezes carecem de automação. É aqui que entra o Python. Neste post, exploramos o poder do Python para automatizar o processo de coleta, tratamento e análise dos dados da Demonstração do Resultado do Exercício (DRE) da Eletrobras, utilizando dados fornecidos pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

como podemos ajudar?

Preencha os seus dados abaixo e fale conosco no WhatsApp

Boletim AM

Preencha o formulário abaixo para receber nossos boletins semanais diretamente em seu e-mail.