Tag

pea Archives - Análise Macro

Coleta de dados de mercado de trabalho com o Python

By | Indicadores

Para realizar uma análise de conjuntura completa, é crucial dominar a habilidade de coletar dados sobre o Mercado de Trabalho. Esse processo pode ser facilitado utilizando o Python, sendo possível importar os dados direto do SIDRA. No post de hoje, mostraremos como é possível realizar essa coleta de forma reprodutível e automática.

Antes de tudo, é necessário escolher as tabelas do SIDRA dos indicadores que se deseja analisar. Aqui buscaremos a tabela 6318, que diz respeito a " Pessoas de 14+ anos (Mil pessoas): ocupados/desocupados na Força de trabalho". Existem diversas outras tabelas interessantes que entregam informações preciosíssimas sobre o Mercado de Trabalho, e que podem ser coletadas utilizando o mesmo método aqui praticado.

Para coletar os dados do SIDRA utilizaremos a biblioteca {sidrapy}, que através dos códigos dos parâmetros oferecidos pela API da plataforma, permite importar os dados para o Python.

Pessoas de 14+ anos (Mil pessoas): ocupados/desocupados na Força de trabalho: "/t/6318/n1/all/v/1641/p/all/c629/all"

Realizamos essa busca na seguinte URL:  https://sidra.ibge.gov.br/tabela/6318, escolhendo os parâmetros de interesse na plataforma e buscando a API em "Links para Compartilhar" no final da página.

Com isso, construímos o código no Python.

Quer saber mais?

Veja nossos cursos de Macroeconomia através da nossa trilha de Macroeconomia Aplicada.

Por que precisamos de uma reforma trabalhista?

By | Mercado de Trabalho

população em idade ativa (PIA) é composta pela população não economicamente ativa (PNEA) e pela população economicamente ativa (PEA). A PEA, por sua vez, é composta pela população ocupada (PO) e pela população desocupada ou desempregada. Nesses termos, podemos construir o gráfico abaixo que mostra a PIA dividida em PNEA, desempregados e as diferentes ocupações, como trabalhadores na iniciativa privada com e sem carteira, funcionário público, trabalhador doméstico, etc. Para surpresa de alguns, o trabalhador privado com carteira assina representa apenas 22% da população em idade ativa. Some a esse dado os 13,5 milhões de pessoas desocupadas e você terá bons motivos para deixar o mercado de trabalho mais flexível, não é mesmo?

Os dados são da PNAD Contínua... 🙂

Receba diretamente em seu e-mail gratuitamente nossas promoções especiais
e conteúdos exclusivos sobre Análise de Dados!

Assinar Gratuitamente