Comentário de Conjuntura

Raio-X da inflação brasileira usando o R

By 9 de fevereiro de 2021 No Comments

Na próxima quinta-feira, às 20h, eu farei uma aula ao vivo sobre estratégias de previsão da inflação mensal medida pelo IPCA. A aula faz parte do lançamento do nosso novo Curso de Previsão Macroeconométrica usando o R. Para garantir sua presença na aula, coloque seu nome na lista aqui para ser avisado. Nesse Comentário de Conjuntura, a propósito, fazemos um raio-x da inflação brasileira, tendo por foco o IPCA. O código completo está disponível para os membros do Clube AM.

Para começar, nós carregamos os pacotes de R que utilizaremos.


library(tidyverse)
library(readxl)
library(sidrar)
library(forecast)
library(tstools)
library(scales)
library(ggrepel)
library(BETS)
library(xtable)
library(lubridate)
library(RcppRoll)
library(knitr)
library(fpp3)
library(xts)
library(reshape2)
library(rbcb)

Com os pacotes carregados, podemos coletar os dados diretamente do SIDRA/IBGE para o RStudio com o código abaixo. Já aproveito para criar a inflação mensal e a inflação acumulada em 12 meses.


## Criar Inflação mensal e acumulada em 12 meses
ipca_indice = 
'/t/1737/n1/all/v/2266/p/all/d/v2266%2013' %>%
get_sidra(api=.) %>%
mutate(date = ymd(paste0(`Mês (Código)`, '01'))) %>%
select(date, Valor) %>%
mutate(mensal = round((Valor/lag(Valor, 1)-1)*100, 2),
anual = round((Valor/lag(Valor, 12)-1)*100, 2))

Como o índice pega toda a hiperinflação da década de 80, nós pegamos uma janela a partir de 2007 com o código a seguir.


## Criar amostra
ipca_subamostra = ipca_indice %>%
filter(date >= as.Date('2007-06-01'))

Uma tabela com os últimos resultados é colocada abaixo.

date Valor mensal anual
159 2020-08-01 5357.46 0.24 2.44
160 2020-09-01 5391.75 0.64 3.14
161 2020-10-01 5438.12 0.86 3.92
162 2020-11-01 5486.52 0.89 4.31
163 2020-12-01 5560.59 1.35 4.52
164 2021-01-01 5574.49 0.25 4.56

Os gráficos do número índice e da inflação mensal e acumulada em 12 meses são colocados abaixo.


Podemos dar um zoom na inflação mensal, como abaixo.

Uma análise estatística da inflação pode ser feita, a começar pelas estatísticas descritivas do nosso dataset.

date Valor mensal anual
Min. :2007-06-01 Min. :2669 Min. :-0.3800 Min. : 1.880
1st Qu.:2010-10-24 1st Qu.:3169 1st Qu.: 0.2500 1st Qu.: 4.190
Median :2014-03-16 Median :3911 Median : 0.4300 Median : 5.250
Mean :2014-03-17 Mean :4017 Mean : 0.4522 Mean : 5.473
3rd Qu.:2017-08-08 3rd Qu.:4855 3rd Qu.: 0.6025 3rd Qu.: 6.492
Max. :2021-01-01 Max. :5574 Max. : 1.3500 Max. :10.710

A seguir, podemos ver uma característica bastante conhecida da inflação que é a sua sazonalidade.

A seguir, nós vemos o boxplot e o histograma da inflação mensal medida pelo IPCA.

Na sequência, nós podemos importar os núcleos de inflação criados e acompanhados pelo Banco Central.


## Pegar núcleos
series = c(ipca_ex2 = 27838,
ipca_ex3 = 27839,
ipca_ms = 4466,
ipca_ma = 11426,
ipca_ex0 = 11427,
ipca_ex1 = 16121,
ipca_dp = 16122)

nucleos = get_series(series, start_date = '2006-07-01') %>%
purrr::reduce(inner_join)

Com os dados dos núcleos disponíveis, nós podemos criar um gráfico como abaixo.

A despeito do avanço da inflação cheia, a média dos sete núcleos do Banco Central ainda se situa abaixo da meta de inflação. A seguir, ilustramos todos os sete núcleos.

Como é possível ver pelo gráfico, todos os sete núcleos situam-se abaixo da meta de inflação, que esse ano é de 3,75%. Na sequência, vemos cada um dos sete grupos, na sua variação mensal.

E a variação acumulada em 12 meses.

Os núcleos de inflação são importantes para expurgar choques que ocorrem sobre o índice cheio. O que se vê pelos gráficos acima é que, de fato, os núcleos ainda estão mais comportados do que a inflação cheia, mas na margem, houve sim uma contaminação.

Outra informação importante é a difusão da inflação, isto é, o percentual de subitens que teve variação positiva no mês. Pelo gráfico acima, é possível ver que na margem há um avanço da difusão, já considerando uma média móvel de 12 meses dos dados.

Na sequência, nós podemos ver a contribuição dos 9 grupos para a inflação cheia. Os dados são coletados diretamente do SIDRA/IBGE.


## Baixar e tratar os dados
variacao =
'/t/7060/n1/all/v/63/p/all/c315/7170,7445,7486,7558,7625,7660,7712,7766,7786/d/v63%202' %>%
get_sidra(api=.) %>%
mutate(date = parse_date(`Mês (Código)`, format='%Y%m')) %>%
select(date, "Geral, grupo, subgrupo, item e subitem", Valor) %>%
pivot_wider(names_from = "Geral, grupo, subgrupo, item e subitem",
values_from = Valor)

peso =
'/t/7060/n1/all/v/66/p/all/c315/7170,7445,7486,7558,7625,7660,7712,7766,7786/d/v66%204' %>%
get_sidra(api=.) %>%
mutate(date = parse_date(`Mês (Código)`, format='%Y%m')) %>%
select(date, "Geral, grupo, subgrupo, item e subitem", Valor) %>%
pivot_wider(names_from = "Geral, grupo, subgrupo, item e subitem",
values_from = Valor)

contribuicao = (variacao[,-1]*peso[,-1]/100) %>%
mutate(date = variacao$date) %>%
select(date, everything())

Na sequência, geramos um gráfico com a variação mensal dos nove grupos.

Como se vê, houve um aumento considerável do grupo Alimentação e bebidas ao longo de 2020, o que contribuiu de forma peremptória para o avanço da inflação ao longo daquele ano. Na sequência, colocamos a contribuição de cada um dos grupos para a inflação mensal.

O gráfico acima ilustra a contribuição do grupo Alimentação e bebidas para a inflação mensal ao longo de 2020. A seguir, baixamos as classificações do IPCA diretamente do Banco Central.


series = c('Comercializáveis' = 4447,
'Não Comercializáveis' = 4448,
'Monitorados' = 4449,
'Não Duráveis' = 10841,
'Semi-Duráveis' = 10842,
'Duráveis' = 10843,
'Serviços' = 10844,
'Livres' = 11428)

classificacoes_ipca = get_series(series, start_date = '2007-01-01') %>%
purrr::reduce(inner_join)

Um gráfico com a variação acumulada em 12 meses é colocado abaixo.

Há uma assimetria entre as classificações do IPCA. Enquanto os preços livres tiveram um avanço nos últimos anos, os monitorados e não comercializáveis seguiram trajetória contrária. Na margem, contudo, essas classificações também mostram algum repique.

Para terminar esse `Raio-x da inflação brasileira`, vamos passar rapidamente pelos Índices Gerais de Preço (IGPs), construídos e divulgados mensalmente pela Fundação Getúlio Vargas. Os (IGPs) são formados por três índices: Índice de Preços por Atacado (IPA), Índice de Preço ao Consumidor (IPC) e Índice Nacional de Custo da Construção Civil (INCC). São divididos por período de coleta em IGP-10, IGP-M e IGP-DI.

Os números-índices do IGP-10, IGP-M e IGP-DI podem ser obtidos aplicando a seguinte fórmula no \mathbf{R}:

(1)   \begin{equation*} IGP_{i,t}=0,6*IPA_{i,t}+0,3*IPC_{i,t}+0,1*INCC_{i,t} \end{equation*}

Onde i pode ser 10, M ou DI.

O código a seguir pega os dados diretamente do Banco Central.


series = list('IGP-M'=189, 'IGP-DI'=190, 'IGP-10'=7447, 'IPC-Br'=191,
'INCC'=192, 'IPA'=225)

indices_gerais = get_series(series, start_date = '2007-01-01') %>%
purrr::reduce(inner_join) %>%
gather(variavel, valor, -date)

Na sequência, colocamos um gráfico que mostra os índices gerais e seus componentes no acumulado em 12 meses.

Como se vê, houve um salto no IPA, o índice de preços no atacado. Como o mesmo representa 60% dos índices gerais, houve um salto grande nesses índices ao longo de 2020. A tabela abaixo mostra a correlação entre os índices gerais, seus componentes e o IPCA.

IGP-10 IGP-DI IGP-M INCC IPA IPC-Br IPCA
IGP-10 1.0000000 0.9839832 0.9961309 0.4423330 0.9714577 0.2969412 0.3105496
IGP-DI 0.9839832 1.0000000 0.9947883 0.3984862 0.9930553 0.2648717 0.2771306
IGP-M 0.9961309 0.9947883 1.0000000 0.4198252 0.9855453 0.2778136 0.2909590
INCC 0.4423330 0.3984862 0.4198252 1.0000000 0.3182797 0.4864669 0.5081419
IPA 0.9714577 0.9930553 0.9855453 0.3182797 1.0000000 0.1571463 0.1702913
IPC-Br 0.2969412 0.2648717 0.2778136 0.4864669 0.1571463 1.0000000 0.9866917
IPCA 0.3105496 0.2771306 0.2909590 0.5081419 0.1702913 0.9866917 1.0000000

Para terminar, então, mostramos o gap entre o IPA e o IPCA no gráfico abaixo.

Membros do Clube AM têm acesso a todos os resultados dessas pesquisas, que contam com scripts automáticos ensinados no nosso Curso de Análise de Conjuntura usando o R.

_______________________

Cadastre-se em nossa Lista VIP para receber conteúdos exclusivos!

Fazer Inscrição
{"cart_token":"","hash":"","cart_data":""}