Tag

caged Archives - Análise Macro

Caged: emprego formal tem resultado positivo

By | Indicadores

Hoje ocorreu a divulgação do resultado do Novo Caged referente ao mês de Outubro. No resultado, vemos o saldo positivo de 253 mil empregos formais. Este é o 10º mês seguido em que o número de admitidos do Novo Caged supera o número de demissões, acumulando no ano a criação de 2,6 milhões de empregos formais líquidos.

Se você quer aprender a criar gráficos como este acima, de forma reprodutível, acesse nosso Curso de Análise de Conjuntura usando o R - Versão 5.0.
________________________

CAGED vs. PNAD Contínua

By | Clube AM

Há um burburinho no mundinho dos economistas com respeito às diferenças entre o CAGED e a PNAD Contínua. Para muita gente dentro do mercado, o CAGED não estaria sinalizando de forma clara, por diversos problemas metodológicos, a ociosidade na economia. Já a PNAD Contínua retrataria melhor o fundo do poço pelo qual passa no país.

Instigado por esse fato, eu resolvi dar uma aula gratuita na próxima terça-feira, às 21h, sobre como analisar as duas pesquisas com o R. Se você tiver interesse, se inscreve lá no nosso Canal do youtube e ativa o lembrete da aula aqui.

A análise de ambas as pesquisas é ensinada, diga-se, no nosso Curso de Análise de Conjuntura usando o R.

A coleta dos dados é feita via o SIDRA/IBGE e via o IPEADATA. Os dados são devidamente tratados de forma a poderem ser comparados, uma vez que o CAGED se refere a um fluxo e a PNAD se refere a um estoque.

Feito isso, chegamos ao gráfico abaixo.

As séries devidamente tratadas mostram uma situação interessante. A PNAD Contínua acabou por sinalizar mais o tombo em 2020 do que o CAGED. Ademais, em exercício anterior feito no âmbito do antigo Clube do Código, os resultados encontrados sugeriam que o CAGED tinha precedência temporal sobre a população ocupada com carteira da PNAD. Essa precedência parece ter mudado, ao incorporar os novos dados do CAGED: há, agora, uma "causalidade" nos dois sentidos. Tanto a população ocupada da PNAD influencia o CAGED, quanto o contrário.

A decomposição de variância entre as séries também mudou bastante. Antes, a variância do CAGED era explicada  basicamente pela própria série (quando incluíamos as duas séries em um modelo VEC), hoje cerca de 44% da variância é explicada pela PNAD Contínua. Já a PNAD, antes 44% da variância era explicada pelo CAGEd e o restante pela própria série. Agora, 75% da variância é explicada pela própria série.

Os resultados encontrados sugerem, diga-se, que houve uma mudança significativa na relação entre as duas séries, de modo que a PNAD Contínua pode ter se tornado um sinalizador melhor do que está ocorrendo com o mercado de trabalho.

Uma possível explicação para isso está, claro, na mudança metodológica feita no CAGED em janeiro de 2020, que passou a ter como fonte dos seus dados o eSocial.

O novo exercício será publicado no Clube AM na próxima semana.

Membros do Clube AM, por suposto, têm acesso a todos os códigos de ambos os exercícios.

____________________________

Baixando planilhas do Novo CAGED com o R

By | Mercado de Trabalho

No nosso Curso de Análise de Conjuntura usando o R, ensino os alunos a baixarem os dados agregados do Novo CAGED pelo IPEADATA usando o pacote de R ecoseries. O problema é que a atualização lá não parece ser em tempo real. Assim, para quem trabalha com dados de conjuntura, pode ser necessário baixar as horríveis planilhas do Novo CAGED diretamente do site do Ministério da Economia. Hoje pela manhã, acabei escrevendo um script para isso. Abaixo, o início dele.


########################################################
######## Baixar planilha CAGED #########################

library(readxl)
library(tidyverse)

url = 'http://pdet.mte.gov.br/images/Novo_CAGED/Ago2020/3-tabelas.xlsx'
download.file(url, destfile='caged.xlsx', mode='wb')
data = read_excel('caged.xlsx', sheet = 'Tabela 5.1',
range="B5:F13") %>%
mutate(`Mês` = parse_date(`Mês`, format='%B/%Y', locale=locale('pt')))

Para quem se interessar em ir conferir as planilhas, verá que de fato elas não são nada agradáveis para uma análise séria de dados. Por exemplo, o autor da planilha preenche com um traço os dados faltantes até dezembro/2020, bem como coloca o formato da data como, por exemplo, "Janeiro/2020", dentre outras coisas. Isso exige algum código para ler os dados. No exemplo acima, eu estou lendo uma das planilhas que traz a série de dados agregados de janeiro a agosto com uma função do pacote readxl. E para não ler as tais linhas com traços, acabei setando o argumento range. Também alterei a coluna de datas da tal planilha, através da função parse_date, de modo a poder produzir um gráfico como o abaixo.

Dada a precariedade da série, os números precisam ser vistos com cautela. É preciso levar em consideração, por exemplo, a sazonalidade. Mas, para o que importa para a gente, o importante é ter o dado disponível...

Tomare que nada mude no Ministério da Economia e o script sirva para o mês que vem, né PG?

________________

(*) Para ter acesso aos códigos completos do exercício, cadastre-se na nossa Lista VIP aqui.

(**) Inscrições abertas para as Turmas Especiais dos nossos Cursos de Macro Aplicada.

CAGED volta ao terreno positivo

By | Comentário de Conjuntura

Em meio ao caos que se tornou a macroeconomia brasileira, um momento positivo nos últimos dias foi a divulgação dos dados do Novo CAGED (ver sobre aqui) referente a julho. Após quatro meses de saldo entre admitidos e demitidos negativo, julho teve saldo positivo de 131 mil. Abaixo, coletamos os dados do Novo CAGED a partir do IPEADATA com o pacote ecoseries.


################################################
######## Análise do CAGED com o R ##############

library(ecoseries)
library(tidyverse)
library(scales)
library(seasonal)

#### Coleta de Dados via IPEADATA ####

## Baixar dados do Novo Caged
saldo_novocaged = series_ipeadata("2096725336", periodicity = 'M')$serie_2096725336
admitidos_novocaged = series_ipeadata("2096725334", periodicity = 'M')$serie_2096725334
demitidos_novocaged = series_ipeadata("2096725335", periodicity = 'M')$serie_2096725335

Como é possível observar, estou pegando os dados Novo CAGED diretamente do IPEADATA. É o início do script desse tema que ensino no nosso Curso de Análise de Conjuntura usando o R. Com base no novo CAGED, podemos gerar o gráfico abaixo.

Em 2020, o resultado líquido está em mais de 1 milhão de vagas perdidas.

____________________

(*) Você aprende a coletar, tratar, analisar e apresentar dados com o R em nossos Cursos Aplicados de R.

(**) Os alunos do plano premium dos nossos Cursos Aplicados de R  têm acesso a mais de 70 exercícios do Clube do Código.

Um pesadelo chamado Novo CAGED

By | Comentário de Conjuntura

O leitor frequente desse espaço já viu eu escrever diversas vezes sobre os dados do CAGED, o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do extinto Ministério do Trabalho. O dado do CAGED era muito bom para avaliar o mercado de trabalho, além de também ter um fit bem legal para ajudar na construção de modelos preditivos. A coleta dos dados agregados do CAGED, contudo, sempre foi bem ruim, a não ser, óbvio, que você tivesse alguma concentradora de dados, como a Bloomberg.

Pois bem, não é que a atual equipe econômica conseguiu piorar o que já era ruim? Desde janeiro desse ano, houve a substituição do CAGED pelo eSocial, de modo que a série de admitidos e demitidos gerada pelo CAGED está descontinuada. Em outras palavras, há uma série que termina em dezembro de 2019 e outra série que começa em janeiro de 2020.

Resolvi falar sobre isso porque é um problema recorrente no país: a descontinuidade de séries econômicas. Países como os Estados Unidos, por exemplo, têm séries econômicas longas, que às vezes chegam a mais de 100 anos de dados. Um verdadeiro parque de diversões para quem trabalha com dados e, principalmente, para a geração de pesquisas.

Para além dessa descontinuidade, uma outra crítica é a disponibilidade de dados. Há um site chamado de Programa de Disseminação das Estatísticas de Trabalho, onde há a disponibilidade de planilhas de Excel, bem toscas diga-se, para quem trabalha com programas estatísticos ou com linguagens de programação, como é o meu caso. É preciso perder um tempo para tratar os dados dessas planilhas, que são individuais, uma planilha para cada mês!

A não ser que você tenha um terminal Bloomberg - né, ministro? - sua vida ficou bem difícil, se o objetivo é tratar os dados do CAGED, tá ok?

Bom, feita as críticas e cumprindo a missão desse espaço, mostro como pegar os dados agregados do Novo Caged a partir do IPEADATA, um site bem desatualizado para o mundo de hoje, mas que conta com um pacote de R para a importação de dados, o pacote ecoseries. A seguir, carregamos os pacotes e importamos os dados.


################################################
######## Análise do CAGED com o R ##############

library(ecoseries)
library(tidyverse)
library(scales)
library(seasonal)

#### Coleta de Dados via IPEADATA ####

## Baixar dados do CAGED
saldo_caged = series_ipeadata("272844966", periodicity = 'M')$serie_272844966
admitidos_caged = series_ipeadata("231410417", periodicity = 'M')$serie_231410417
demitidos_caged = series_ipeadata("231410418", periodicity = 'M')$serie_231410418

## Baixar dados do Novo Caged
saldo_novocaged = series_ipeadata("2096725336", periodicity = 'M')$serie_2096725336
admitidos_novocaged = series_ipeadata("2096725334", periodicity = 'M')$serie_2096725334
demitidos_novocaged = series_ipeadata("2096725335", periodicity = 'M')$serie_2096725335

Como é possível observar, estou pegando tanto os dados do CAGED quanto do tal Novo CAGED. É o início do script desse tema que ensino no nosso Curso de Análise de Conjuntura usando o R. Com base no novo CAGED, podemos gerar o gráfico abaixo.

Nos meses de março, abril e maio houve uma perda líquida de quase 1,4 milhões de empregos! É uma crise com poucos precedentes na História brasileira. Digo isso no achismo, obviamente, porque não existem séries econômicas longas no país, lembra?

Bom, fica aqui então o desabafo de alguém que gostava muito dos dados do CAGED. Agora, é tentar compatibilizar as duas séries...

ps: custava ao menos criar uma API, Ministro? 🙁

____________________

(*) Você aprende a coletar, tratar, analisar e apresentar dados com o R em nossos Cursos Aplicados de R.

(**) Os alunos do plano premium dos nossos Cursos Aplicados de R  têm acesso a mais de 70 exercícios do Clube do Código.

Receba diretamente em seu e-mail gratuitamente nossas promoções especiais
e conteúdos exclusivos sobre Análise de Dados!

Assinar Gratuitamente